O mundo dos cupcakes

Meu aniversário foi ontem e ganhei vários livros de culinária! Recomendo um deles agora: O mundo dos cupcakes, de Carole Crema e fotos (lindas, lindas, lindas e tentadoras) de Romulo Fialdini. O que eu mais gostei é que, além das imagens e das receitas – algumas merecem destaque porque são bem diferentes, tipo de lavanda ou goiabada com canela – todo o começo do livro é dedicado à busca do cupcake perfeito: massas, merengues, cremes, glacês, tudo é bem explicadinho. Depois, dicas para preparação, cozimento, finalização e até armazenamento e congelamento dos bolinhos, achei demais. Aos poucos irei compartilhando aqui algumas tentativas baseadas nessa obra!

Cupcake de Nutella

Para fazer cerca de 10 desses deliciosos bolinhos do Mercatto Caffe (SP):

– 250g de açúcar

– 210g de iogurte natural

– 120g de óleo de soja

– 2 ovos

– 180g de farinha de trigo

– 50g de cacau em pó

– 15g de fermento em pó

– 100g de chocolate meio-amargo picado

Juntar açúcar, farinha e cacau. Em outro recipiente, juntar iogurte, ovos e óleo, mexendo com um fouet, o que vai exigir mais tempo para dar consistência homogênea, mas vai garantir um resultado melhor. Ao final, juntar os ingredientes secos inicialmente misturados, colocando também o chocolate e o fermento – não demorar para o óleo não se separar da massa. Forrar forminhas de cupcake com papel manteiga e assar 10 minutos em 180º.

Para fazer a ganache de nutella:

– 200g de chocolate meio amargo picado

– 170g de creme de leite

– 250g de nutella

Ferver o creme, tirando a espuma e impurezas que sobem à superfície com uma colher. Feito isso, tirar do fogo e misturar os outros ingredientes, mexendo bem até amornar. Juntar com os cupcakes quando ambos estiverem friozinhos.

Cupcake de Coco

Dica para adoçar o feriado 😀

 Achei inusitado a receita levar óleo em vez de manteiga, mas a massa ficou perfeita! A ideia foi tirada da última  revista Gula.

– 2 xícaras de água quente

– 1/4 de xícara de leite de coco

– 3/4 de xícara de óleo

– 1 colher de sopa de baunilhas

– 5 colheres de chá de vinagre branco (usei balsâmico)

– 3 xícaras e meia de farinha de trigo

– meia xícara de coco seco triturado

– 2 colheres de chá de bicarbonato de sódio

– 2 + 1/4 xícaras de açúcar

– 1 colher de chá de sal

Misturar água, óleo, baunilha, leite de coco e vinagre. Reservar. Na batedeira, juntar farinha, coco, bicarbonato, sal e açúcar. Adicionar os ingredientes líquidos aos secos e bater bem. Colocar em forminhas de cupcakes (é bom polvilhá-las com farinha ou chocolate em pó) e assar em forno pré-aquecido em 170 graus por 12 a 15 minutos. A receita original diz render 20 bolinhos, mas a minha rendeu 18. Finalizar com marshmallow e coco fresco em fitas ou, como fiz, com beijinho e açúcar colorido, conforme foto. Outra observação: quem optar por usar balsâmico, deve lembrar que a massa ficará escura, ao contrário do que ficaria com o uso do vinagre branco. Pense em como deseja que fique o produto final antes de fazer a escolha!

Origem dos Cupcakes

Esses bolinhos começaram a aparecer nos livros de culinária do Reino Unido, por volta de 1790, mas o termo cupcake foi impresso pela primeira vez em 1828, no livro Seventy five receipts for pastry, cakes and sweetmeats. Nessa data, o nome foi dado à receita ou porque todas as medidas vinham em xícaras (cups), em vez de serem pesadas, como costume na época ou até mesmo porque eram assadas nas xícaras. Quem diz isso é a enciclopédia Oxford of Food and Drink in America.

Antes disso, os bolinhos eram chamados de Fairy cakes (bolinho de fada), pois era muito delicados, com massa de baunilha e cobertura fondant, perfeito para o chá britânico.

No século XIX eles foram para a América, onde se tornaram sensação. Muitos atribuem o sucesso à facilidade e rapidez em prepará-los. Vale lembrar que nessa época os fornos não eram bons como hoje e assar um bolo convencional demorava… por isso os cupcakes eram tão convenientes.

E, claro, há também a corrente que defende o desenvolvimento dos cupcakes nos Estados Unidos. Lá eles teriam começado com o nome number cakes, por causa da facilidade em lembrar as medidas de cada ingrediente para assá-los. [Em geral: 1 xícara de manteiga, 1 de leite, 2 de açúcar, 2 de farinha, 4 ovos e uma colher de sopa de bicarbonato.] Assavam rápido e uniformemente, não queimavam tão fácil como bolos enormes, cupcakes vieram para facilitar a vida das donas de casa dos séculos XIX e XX. 😀

Cupcake x Muffin

Qual a diferença?

São dois tipos de bolinho doce, feitos nas forminhas de papel, com diferenças sutis, mas que valem a pena conhecer. Um muffin é feito geralmente com óleo, pouco açúcar e com coisinhas dentro tipo gotas de chocolate ou frutas. O cupcake, que leva manteiga no lugar do óleo e mais açúcar, em geral não tem coisas misturadas à massa, mas tem cobertura bem elaborada. Pensando assim… cupcake, como o nome já diz, é um “bolo de caneca”, quer dizer, um mini-bolo. Se os muffins tem massa mais pesada, com menos açúcar e com óleo… um muffin é muito mais um pão do que um bolo! Resumindo:

MUFFIN

– massa mais pesada

– pouco açúcar

– com chocolate e frutas no recheio

– sem cobertura elaborada

– super fáceis de fazer

CUPCAKE

– massa mais leve

– bastante açúcar

– massa homogênea

– cobertura caprichada

– exigem mais dedicação no preparo

Muffin com Cobertura de Canela

Adoro muffins! São rápidos para fazer e assam mais uniformemente do que alguns bolos, sobretudo quando o forno não colabora, como o meu. Esta receita é canadense, por isso tudo está em gramas, mas fica ótima, o muffin de massa branca original – e ainda adicionei gotas de chocolate.

Massa

– 250g de farinha

– 60g de açúcar

– 10g de fermento

– 2g de bicarbonato

– sal

-125ml de leite

– 30ml de óleo

– 1 ovo

Cobertura

– 15g de manteiga derretida (a receita original dizia margarina, mas eu não gosto, então substituí)

– 60g de açúcar mascavo

– canela

– 15g de nozes picadas, se desejar

Pré-aquecer o forno em 175º. Misturar farinha, açúcar, fermento, bicarbonato e sal numa tigela pequena. Reservar.

Bater (fiz na batedeira) o ovo até ficar homogêneo e então adicionar o leite e o óleo. Quando estiver bem batido, colocar a mistura seca e bater um pouco mais. Na receita tinha uma observação: “cuidado para não bater demais”. Sinceramente, desconheço os perigos de tal falha, mas…

Pronta a massa, pode ir ao forno entre 15 e 20 minutos. Eu adicionei umas gotas de chocolate, por que estou com um pacote imenso prestes a vencer. Enquanto assam os muffins, dá tempo pra fazer a cobertura, misturando todos os ingredientes – vale o lembrete de não usar a manteiga ainda quente. Quando os muffins saírem do forno, deixe-os descansar um pouco antes de adicionar a cobertura, para não ficar mole demais.

A imagem do início do post é o resultado da receita que fiz hoje, ainda sem a cobertura!