Bolo de tangerina + a história

Após postar tantas receitas de bolo (simples, formigueiro, cenoura, fubá, limão…) ficou faltando cobrir o propósito deste site: a história, as referências, as curiosidades. Enfim, compartilho aqui o que poderia ser a origem do bolo: no Egito eram feitos pães doces com xarope de frutas locais como as tâmaras. Na Grécia e em Roma eles também eram produzidos. No entanto, a real diferenciação entre bolos e pães data do Renascimento. A denominação em português deve ter vindo de bola, já que a forma do bolo remete às redondas. Já para o inglês cake, a origem é viking (norueguesa), da palavra kaka, que designa massas doces assadas. Veja aqui um excelente artigo da revista Aventuras na história, sobre a origem do bolo de aniversário, que remete a Ártemis, na Grécia antiga.

Por fim, uma receita que eu jurava que não ia dar certo, até fazê-la!

Bolo de tangerina

– 2 xícaras de açúcar

– 1 xícara de óleo

– 2 ovos inteiros

– 3 tangerinas com casca e sem sementes

– 3 xícaras de farinha de trigo peinerada

– 2 colheres de sopa de fermento em pó

Colocar no liquidificador/batedeira todos os ingredientes, menos a farinha e o fermento. Uma dica é ir colocando as cascas aos poucos e parar quando a massa começar a pesar demais. Quando formar um creme bem encorpado, adicionar a farinha peneirada. Depois, o fermento – agora misturando à mão. Assar em forma untada e enfarinhada a 180 graus por cerca de 35 minutos. Foto foodnetwork